Select Page

Pra quem não me conhece, Kawex

Pra quem não me conhece, Kawex

Das iniciais em inglês, Kawex. Na tradução livre, “Combate e argumentos numa guerra extrema”. Assim se define Antônio Carlos Nascimento, 49 anos, o Mc Kawex, que há 20 anos mora na região da cracolândia, no centro de São Paulo.

Por Caio Castor, da Agência Pública.

Em maio de 2017, Kawex viveu a agonia e o sofrimento junto com moradores e usuários da região com a violenta operação policial que prometia limpar o tráfico da região do fluxo. Do episódio, fez o rap “São Paulo à noite, o mundo se divide em dois” onde rima “um outro mundo que ninguém quer ver / Um mundo onde não se distingue o amor da maldade / Que ganha vida quando escurece nossa cidade”.

Desde então, entre idas e vindas, participa do programa de redução de danos, e usa a música como ferramenta de sobrevivência social e mental. Atualmente, Kawex mora no Atende 2, um braço do projeto Redenção da prefeitura que destina acolhimento e atendimento de dependentes químicos.

No mês da consciência negra, nossa reportagem foi ouvir sua história de vida e registrou a sua primeira vez num estúdio, onde gravou faixas do seu disco independente, financiado com a colaboração de amigos, com previsão de lançamento para o ano que vem.

Kawex

Créditos

Reportagem, imagens, edição e montagem: Caio Castor

Imagens adicionais: José Cícero da Silva

Artes e finalização: Julio Falas

Editor e coordenador: Thiago Domenici

Trilha

Produção Musical: Charles Tixier

Gravado no Estúdio Canoa por Guilherme Jesus Toledo

Sobre a Agência Pública

A Agência Pública é uma agência de jornalismo investigativo e independente. Foi fundada em 2011 pelas repórteres Marina Amaral, Natalia Viana e Tatiana Merlino. Atualmente é dirigida por Marina Amaral e Natalia Viana.

Sobre o autor

Pública

Agência Pública de Reportagem e Jornalismo Investigativo. Nossa missão é produzir reportagens de fôlego pautadas pelo interesse público, sobre as grandes questões do país do ponto de vista da população – visando ao fortalecimento do direito à informação, à qualificação do debate democrático e à promoção dos direitos humanos. Todas as nossas reportagens são livremente reproduzidas por uma rede de mais de 60 veículos, incluindo este site, sob a licença creative commons.

O que achou da publicação?

avatar
1500
  Receber atualizações  
Me notifique