Selecione a página

Inscrições abertas para o Prêmio Marielle Franco de Direitos Humanos

Prêmio Marielle Franco: organizações, empresas, ativistas e servidores podem se inscrever. Iniciativas serão premiadas pela Câmara Legislativa em novembro

Estão abertas a partir de hoje (22 de outubro) as inscrições para o Prêmio Marielle Franco de Direitos Humanos. Pessoas e organizações selecionadas receberão a homenagem em 28 de novembro, na Câmara Legislativa do DF. Trata-se de reconhecimento da Comissão de Direitos Humanos (CDH) da CLDF ao trabalho de defensoras e defensores de direitos humanos em diversas áreas de atuação. As indicações podem ser feitas até o dia 8 de novembro no site https://fabiofelix.com.br/premiomarielle

prêmio marielle

Qualquer pessoa pode se indicar ou indicar alguém. Organizações, empresa, trabalhos acadêmicos, instituições, sociedade civil e servidores públicos comprometidos com a pauta podem ser agraciados com a homenagem. Serão 10 premiados em diferentes áreas de atuação. Servidores da Câmara Legislativa não poderão concorrer ao prêmio, que é restrito a projetos realizados no DF. A quem receber o prêmio serão concedidos diplomas e medalhas de honra ao mérito.

“Vivemos tempos de criminalização daqueles que defendem a dignidade e os direitos das pessoas. Ao reconhecer publicamente trabalhos desenvolvidos em nossa cidade, buscamos incentivar mais atores a se engajarem na defesa dos direitos humanos”, destacou o presidente da CDH, deputado Distrital Fábio Felix (PSOL). O parlamentar também reforçou a necessidade de implementação de medidas que objetivem proteger aqueles que hoje assumem essa defesa, uma vez que há perseguição, ameaças e risco de morte, como no caso da vereadora Marielle Franco, executada há 19 meses.

Prêmio Marielle Franco: uma trajetória em defesa dos mais vulneráveis

Marielle Franco foi vereadora pelo estado do Rio de Janeiro. Sua atuação em movimentos sociais e no mandato foi centrada na defesa dos direitos das mulheres, da população negra, vulnerável e periférica. Marielle também trabalhou na Coordenação da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). No dia 14 de março de 2018, Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes foram brutalmente assassinados e, até hoje, o crime não foi elucidado.

“A execução de Marielle é um ataque direto à Democracia. Não podemos aceitar que uma representante do povo, legitimamente eleita, tenha sua vida encerrada durante o seu mandato por representar os direitos das minorias. Mais do que nunca, é imprescindível valorizar as iniciativas que colaboram para a construção da justiça social”, alegou o deputado Distrital Fábio Felix.

SERVIÇO
Inscrições para o Prêmio Marielle Franco de Direitos Humanos
Prazo: De 22 de outubro a 8 de novembro
Premiação: 28 de novembro

Propaganda

Sobre o autor

Thiago Vilela

Graduado em jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB), estudei Belas Artes na Universidade do Porto (Portugal) e Artes Gráficas na RedZero (Full Sail University). Trabalhei como Assessor de Imprensa e Editor de Vídeos na Comissão Nacional da Verdade (CNV) e hoje sou Assessor de Imprensa na Câmara dos Deputados.

O que achou da publicação?

avatar
1500
  Receber atualizações  
Me notifique