Selecione a página

Denúncia: policiais estariam instigando violência nas manifestações de domingo no DF

Segundo relatos recebidos pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa, policiais planejam força excessiva em ato marcado para domingo (7) e alguns membros da corporação estariam atiçando a tropa; a Comissão pediu providências e irá ao ato para fiscalizar violações

A Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa pediu que a Polícia Militar investigue denúncias sobre policiais que estariam instigando violência em protesto marcado para o próximo domingo (7), às 9h, com concentração na Biblioteca Nacional. Genocídio da população negra, encarceramento em massa e antifascismo são as principais pautas do movimento.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos, deputado Fábio Felix (PSOL), enviou um ofício ao comando geral da corporação pedindo providências. De acordo com as denúncias, “há um risco de que a tropa chegue ao local com ânimos acirrados e que, mesmo que o protesto seja pacífico, seja empregada violência excessiva”. Isso tudo porque, de acordo com os denunciantes, membros da corporação estariam “insuflando os policiais contra os manifestantes”.

“De acordo com o que nos foi revelado,o planejamento para o ato de domingo é diferente do padrão adotado nas manifestações a favor do governo Bolsonaro. Estaria sendo montado um grande esquema de segurança com centenas de policiais militares, que não necessariamente estarão lá para garantir a ordem e a proteção dos presentes. São graves as denúncias e exigimos que o governo adote as providências necessárias para garantir a segurança e a integridade dos manifestantes”, destaca Fábio Felix.

A Central de Direitos Humanos da Câmara Legislativa funcionará no domingo para acolher denúncias sobre violência policial e outras violações durante os protestos. Relatos, vídeos e fotos podem ser enviados para o WhatsApp da Comissão de Direitos Humanos, no número (61) 99904-1681.

O que é o fascismo nos tempos atuais? ⁣

O que é o fascismo nos tempos atuais senão uma política de ódio contra minorias? ⁣Com um programa racista, xenofóbico, homofóbico, misógino, militarismo e repressão a movimentos sociais?⁣

Eu não me esqueço das decisões tomadas pelo Bolsonaro no primeiro dia do mandato. Não esperou um minuto sequer para a retirada de direitos da população indígena e quilombola.

Assistimos desde 2016 a retirada de direitos sociais, a flexibilização dos direitos trabalhistas, a reforma da previdência, o enfraquecimento dos sindicatos, o desmantelamento do Ministério do Meio Ambiente, do Ministério da Cultura, da Funai, da Fundação Cultural Palmares, o ataque a imprensa, a ligação do governo Bolsonaro com a milícia, o assassinato político de Marielle Franco, o ataque direto ao STF, um total desequilíbrio entre os três poderes que nos garantia ao mínimo uma “democracia” liberal. ⁣

Se o objetivo mais característico do fascismo é a destruição de formas de organização partidária, sindical e social independente, como não dizer que estamos diante de um governo fascista?⁣ ⁣

Vivemos um momento que ficará marcado na história, uma pandemia onde boa parte do mundo se isolou e mesmo assim temos que diariamente lutar contra o genocídio do povo negro, machismo, ameaças e extermínio de adversários (vide o caso da Marielle), extermínio da população pobre e preta através da flexibilização do isolamento social, do uso da cloroquina, etc. ⁣

Até grupos desorganizados, que estavam no submundo da política, entenderam que era esse o momento para aparecerem e se organizarem. Basta ver a manifestação dos “300”, de pessoas que se veem como supremacistas brancos, que falam abertamente sobre o fechar o STF e de serem contra a esquerda brasileira. ⁣

Mais do que nunca, esse é o momento de se organizar politicamente, de continuar lutando, e principalmente de se declarar abertamente: Eu sou antifascista!⁣

Arte: @flavinhamattos.arte

Postado originalmente no Instagram.

Leia também: Faça sua própria bandeira antifascismo

Olá! Sou Thiago Vilela, jornalista formado pela Universidade de Brasília. Atualmente sou coordenador de comunicação do Dep. Distrital Fábio Felix (PSOL/DF) e produzo o podcast Balbúrdia. Sou um dos criadores da Casa Vegana de Brasília.

Este é meu blog, onde falo sobre política, comunicação, veganismo e tecnologia. Para saber mais, clique aqui.

Não deixe de ativar as notificações, salvar a página nos favoritos e me seguir nas redes sociais. Boa leitura!

TARJA PRETA

As canetas de Bolsonaro

As canetas de Bolsonaro

Dada a postura de Bolsonaro, todos imaginávamos que Mandetta poderia ser demitido, mas o desgaste do presidente quase não aconteceu. Por que?

GENÉRICO

LSD

PLACEBO