Você é contra ou a favor do aborto? A verdade é que isso não importa, se você não estiver falando da sua própria gestação. Afinal, uma mulher que não se julga em condições de conceber um filho vai interromper a gravidez mesmo que seus pais digam que é pecado, que suas amigas fiquem chocadas e que seu parceiro seja contra. E o preço dessa decisão costuma ser alto. 

Frente a esse fato, o debate que pode ser colocado em pauta é: o Estado deve proporcionar um tratamento e suporte adequados a essas mulheres ou deixar que se arrisquem em procedimentos ilegais, alimentando clínicas clandestinas e somando-se às estatísticas de morte?

A ampliação da legalização do aborto, que já é prevista em lei quando em caso de estupro, anencefalia fetal ou risco de vida à mulher, está acima de qualquer preceito religioso ou moral: trata-se de uma questão de saúde pública.

É perfeitamente possível (e de grande honestidade, aliás) negar a interrupção de sua própria gestação por convicções religiosas, por exemplo, porém apoiar que mulheres que desejam realizar o aborto o façam de forma legal. É o que defende a ONG Católicas pelo Direito de Decidir, um grupo que luta pela autonomia das mulheres e pela laicidade do Estado.

Leia também:  Como capturar insetos pequenos sem machucá-los: conheça o spider catcher

Os parágrafos acima são parte (adaptada) de um texto do Hypeness que, como você já deve ter imaginado, aborda como não faz sentido perguntarmos se você é contra ou a favor do aborto. Além dele, indico também os vídeos e podcasts abaixo para quem quer ficar mais bem informado sobre o tema. Independente de você, pessoalmente, ser contra ou a favor, entenda que a postura de um Estado laico não pode ser a de criminalizar um procedimento por causa da religião de parte da população.

Semana pelo Direito de Decidir

Nos próximos dias 3 (sexta) e 6 (segunda) de agosto acontecerá um audiência pública sobre a descriminalização do aborto no Supremo Tribunal Federal (STF). É por este motivo que até o dia 06 todos os textos publicados aqui no site tratarão do assunto, para que você reflita e possamos, juntos, discutir este tema.

Depois destes vídeos, o que você acha?

Você é contra ou a favor do aborto?