Conversando com amigos e leitores aqui do site, percebi que até hoje muita gente não se arrisca em fazer compras pela internet. A internet realmente pode ser um lugar arriscado para colocar seus dados bancários, número do cartão de crédito etc – mas só se você não souber o que está fazendo.

Comprar através de lojas virtuais é excelente para economizar tempo e dinheiro, além de muitas vezes termos acesso a produtos que não são vendidos em lojas físicas, como vira e mexe venho comentar aqui no site. No texto de hoje você irá tirar todas as suas dúvidas e aprender a fazer compras pela internet com segurança.

1. IDENTIFICANDO UMA LOJA REAL

Antes de tudo fica uma dica pra vida – que serve também para compras fora da internet – compre de uma loja real. Em outras palavras, empresas que possuem CNPJ, endereço físico etc.

Pense na seguinte situação (que já aconteceu comigo várias vezes): você está andando na rua, ou numa feira, e uma pessoa te aborda oferecendo um relógio aparentemente caro por um preço baixíssimo. Na melhor das hipóteses é um relógio falso, e na pior é o produto de roubo. Você compraria?

Na internet nos deparamos com situações muito parecidas. Muita gente clica naquele anúncio meio estranho que vê no Instagram prometendo um relógio de última geração de graça, por exemplo, e depois reclama que o aparelho não chegou, que era falso, que o frete era mais caro que o preço do relógio etc. Você realmente achou plausível uma oferta daquelas?

Alguns sinais para identificar lojas minimamente confiáveis:
– No caso de lojas nacionais (e mesmo internacionais), pesquise o nome delas no ReclameAqui e veja se existem avaliações (e se a média é boa);
– Lojas reais possuem endereço, costumam ter SAC e/ou telefone de contato, CNPJ, tudo isso facilmente acessível no site oficial. Em caso de quaisquer problemas, você consegue entrar em contato ou entrar na Justiça;
– Pesquise no Google ou no buscador de sua preferência por matérias jornalísticas sobre o site que você está querendo usar. Se a loja for pequena, procure pela página no Facebook, por avaliações de clientes etc. Uma loja de verdade sempre vai ter alguma menção na internet, seja positiva ou negativa;
– Lojas seguras, atualmente, sempre usam o prefixo https no endereço, e possuem um certificado SSL válido (simbolizado na maioria dos navegadores como um cadeado verde ao lado do endereço). Isto não garante que o site é seguro, mas todo site seguro usa este sistema de proteção que garante que as informações armazenadas ali são criptografadas;

1.1 OLX, MERCADO LIVRE, ENJOEI, AMAZON ETC

No caso destes sites, chamados de Marketplace, a plataforma não é necessariamente quem está vendendo, é apenas uma intermediária que ganha dinheiro com uma % das vendas ou com anúncios.

Há plataformas mais e menos seguras. Na OLX, por exemplo, você entra em contato diretamente com o vendedor do produto (via telefone, email etc) e acerta os detalhes da transação. A plataforma não se responsabiliza por nada. Se por um lado acaba saindo mais barato, porque a OLX não fica com % nenhuma, o vendedor pode agir de má fé e mandar pelos Correios o produto errado, por exemplo. No geral o recomendado nestes casos é comprar de vendedores da sua cidade e encontrar com a pessoa num local público. Não pague antes de receber pelo produto, porque não há nenhuma garantia de que você irá recebê-lo.

Já a Amazon e outros sites parecidos possuem uma postura diferente: você faz a compra pela internet, paga, o produto chega na sua casa e você nem prestou atenção em quem era o vendedor. Nesse caso, a plataforma dá garantias tanto pro vendedor quanto para o comprador, rastreando o pagamento e a encomenda. Se for uma loja oficial (como Sony, Apple etc), os produtos terão garantia oficial, nota fiscal etc. Sempre procure por vendedores e produtos com muitas avaliações positivas, leia os termos de uso de cada vendedor em específico (nem todos enviam nota fiscal, por exemplo, já que podem ser pessoas físicas) e preste atenção à descrição da mercadoria.

2. IDENTIFICANDO UMA LOJA FALSA

Tão importante quanto reconhecer uma loja real é perceber rapidamente os sinais de que determinado site é falso ou inseguro. A falta de um endereço https e um certificado SSL, como eu falei acima, é um dos primeiros indícios que você deve ficar de olho – mas não só. Repito: nem todo site com “cadeadinho” é confiável, mas todo site confiável possui este certificado – e se não possui deveria estar usando.

Sabe aquele anúncio esquisito que também falei acima, prometendo um relógio de graça aos 100 primeiros que se inscreverem no site? Pois é, quando a oferta é muita até o santo desconfia. O maior objetivo de um site desse tipo é coletar suas informações. Pode até ser que os 100 primeiros vão ganhar o tal relógio ou qualquer outro produto, mas a página só vai informar se você é (ou não) um dos 100 primeiros depois que você enviar nome, endereço, cpf, às vezes até dados do cartão de crédito. Vale vender todas as suas informações pessoais pela promessa de um produto de graça?

Outros indícios são a falta de todas características que eu falei no item 1. Se o site não possui página no ReclameAqui, se não tem telefone ou CNPJ disponíveis e se você não encontra mais informações em nenhum outro lugar, é muito provável que seja um site falso ou no mínimo é pouco confiável.

3. COMPRANDO EM LOJAS DO EXTERIOR

Gearbest, Amazon americana, AliExpress e tantos outros são exemplos de lojas internacionais que entregam no Brasil. Nesse caso, os riscos – mas também os benefícios – são ainda maiores.

O dólar alto atrapalha um pouco os planos de quem quer economizar nesses sites, mas ainda assim importar determinados produtos pode valer a pena, principalmente eletrônicos de valor médio e roupas.

Além das dicas anteriores, tem duas questões importantes que preciso ressaltar:
– Geralmente, na hora de finalizar a compra, estes sites perguntam se você quer pagar um adicional e ter um seguro (também chamado de shipping insurance). Em outras palavras, é uma espécie de seguro-viagem, que garante proteção caso o produto chegue com algum defeito. Sempre contrate este seguro e sempre escolha uma opção de frete que ofereça um código para rastrear a encomenda. Recentemente eu passei por um caso em que o produto chegou quebrado (saiba mais) e eles enviaram outro, sem custos, mas só porque eu tinha contratado este serviço;
– Lembre-se que comprando no exterior, mesmo sendo até 50 dólares – que teoricamente é isento de impostos – você pode ter que pagar imposto quando o produto passar pela alfândega. Ao invés de chegar o produto, vai chegar uma carta na sua casa informando o valor devido e o endereço de onde você terá que buscar a mercadoria (os Correios mais próximos). Em cinco anos tive que pagar apenas duas vezes, mas eu sempre faço compras pequenas e de acessórios. Se você compra um celular ou algum item grande é quase certeza de que será taxado em até 50% do valor. Ainda vale a pena comprar fora, mesmo com esse risco?

Leia também:  Como usar microfone de lapela em qualquer celular android (sem root!) ou iphone

4. COMPRAS PELA INTERNET COM SEGURANÇA EM QUALQUER SITE

Todas as dicas até agora têm a ver com a relação entre você e a loja virtual, mas às vezes o perigo pode estar em outro lugar. Seu navegador ou computador podem estar com vírus/malware ou mesmo um site confiável pode ser invadido e criminosos divulgarem as informações ali salvas. Por isso, é muito importante que você tome algumas precauções com os seus dados bancários e pessoais.

Pague por boleto bancário. Geralmente a compra demora 1 dia útil para ser confirmada, mas com exceção desta desvantagem o pagamento por boleto bancário geralmente é uma excelente opção: você não precisa preencher nenhuma informação bancária, não precisa ter cartão de crédito e muitas vezes os sites oferecem até desconto para quem escolhe este tipo de pagamento;
Crie um cartão virtual no seu banco. Santander, Itaú, Banco do Brasil e até Caixa Econômica já estão oferecendo a novidade (além do NuBank e outros). Cada empresa oferece o serviço um pouco diferente, mas todo cartão virtual serve apenas para compras online, possui uma validade curta e/ou é criado apenas para uma ou mais compras. A principal vantagem é que se alguém mal intencionado tiver acesso a esses dados o cartão não vai mais funcionar ou terá um limite baixo;
Use um cartão pré-pago, virtual ou físico. Caso o seu banco não ofereça um cartão virtual, ou caso você não queira associar a sua conta bancária de nenhum jeito, ainda pode criar um cartão virtual do Paypal ou diretamente no site BrasilPréPagos. Funciona na verdade como um cartão de débito, você envia um dinheiro e pode usar o saldo para fazer compras online. Recomendo que coloque o crédito por boleto bancário para não ter que se preocupar com nada.
Use um cartão com limite baixo. Caso o seu banco não ofereça um cartão virtual e você por algum motivo não queira pagar por boleto ou criar um cartão pré-pago, use um cartão com limite baixo. Quando tive meu primeiro cartão, por exemplo, um Santander Universitário, meu limite era de 500 reais. Em outras palavras, se alguém me roubasse, poderia gastar até 500 reais. Se você possui um cartão com limite alto, evite utilizá-lo para compras online, faça um cartão adicional e coloque um limite de 500, 1000 reais, a depender de quanto você costuma gastar e reserve ele só para usar na internet.

5. DICAS ADICIONAIS

– Ao receber o produto em casa, você tem até 7 dias úteis para solicitar troca ou o dinheiro de volta. Este é um direito assegurado ao consumidor em casos de compra pela internet em lojas brasileiras. Até sites como o MercadoLivre, desde que você compre pelo MercadoPago, oferece este serviço;
– A estrutura das lojas virtuais geralmente é muito parecida. Você clica no produto desejado, clica em comprar ou em adicionar ao carrinho de compras, vai em algum lugar “finalizar o pedido”, preenche seus dados e faz a compra. Depois disso, sempre confira no seu email a confirmação de compra e o número do seu pedido, para ver se está tudo certo. Salve este email e qualquer outro comprovante disponibilizado, é a prova do seu pagamento caso alguma coisa aconteça;
– Não use computadores públicos para fazer compras pela internet nem acessar conta bancária;
– Caso você ache que seu computador ou outro aparelho está infectado com algum vírus ou malware, não faça compras pela internet nem acesse sua conta bancária;
-Está com alguma dúvida? Desconfiou de alguma coisa? Não faça a compra. Não caia nas tentações de promoções imperdíveis que toda semana são anunciadas como “último dia para comprar com desconto”. Pesquise, anote os preços, e se tiver tempo também visite lojas físicas para cobrir todas as opções, principalmente se for uma compra cara, como um celular ou outros aparelhos eletrônicos.

É isso, espero que tenham gostado das dicas. Em caso de qualquer dúvida, crítica ou sugestão, por favor, deixe um comentário abaixo ou entre em contato pelas minhas redes sociais.

Aqui embaixo deixo algumas dicas de sites que eu uso e de parceiros, que podem oferecer descontos a você e ainda me dar uma comissão por cada venda. Confira!

Quer pagar mais barato comprando online?

Confira abaixo nossa seleção com os melhores sites que utilizamos para comprar online. Além de conhecer novas ferramentas, usando estes links você pode ganhar descontos e ainda ajuda a financiar o nosso trabalho.

O Booking.com pesquisa milhares de hotéis e pousadas para você reservar com o melhor preço. Usando nosso link você ganha R$50,00 de volta na primeira estadia.

Com a Méliuz você ganha dinheiro de volta nas compras em sites parceiros. É só instalar a extensão e fazer compras normalmente, de um jeito fácil e prático.

A SuperOfertas é um site exclusivo do OCOMPRIMIDO em que reunimos as ofertas que nossos parceiros nos disponibilizam. Você ganha descontos e ainda ajuda o site.

Use o cupom LNVACE10 na Lenovo para ganhar 10% de desconto em acessórios e POSITIVO10 na Shoptime para 10% de desconto em vários produtos.